Notícias Sesc TO

Imagem da notícia

Projeto Arte da Palavra do Sesc abre inscrições para oficina com a escritora Rosangela Hilário (RO)

Publicado por: RENATO KLEIN em 29/09/2020 às 16:17:51


A escritora Rosangela Hilário (RO) vai realizar uma oficina com o tema “Contos de fadas para crianças do século XXI: “Desprincesar” o gênero e empoderar meninas. A ação faz parte do projeto Arte da Palavra do Sesc. As inscrições são gratuitas e vão até o dia 25 de outubro ou até preencher as 25 vagas. Quem estiver interesse pode a inscrição pelo link http://bit.ly/oficinarosangelahilario . A oficina será realizada entre os dias 26 e 30 de outubro pela plataforma Google Meet (o link será compartilhado com os selecionados 12 horas antes do início da oficina). Informações pelo telefone (63) 3212-9948 ou pelo email literatura@sescto.com.br.

 

Sobre a oficina

A Oficina Contos de Fadas para crianças do Século XXI: “Desprincesando” o gênero e empoderando meninas tem como objetivo principal apresentar um perspectiva contemporânea para o Conto de Fadas, e sem retirar o encantamento e magia que devem permear a vida de meninos e meninas pequenas, trazer novas possibilidades para a organização e construção das personagens femininas, tirando-as do papel de coadjuvante de suas vidas a espera de uma figura masculina redentora a lhes dar sentido a existência. Neste novo entendimento e releitura sobre o gênero, temas que precisam permear e se fazer presente nas narrativas de professores e professoras, mães, cuidadoras, escritoras , pais, contadoras de história e todas e todos que se utilizam da literatura como uma das possibilidades de sensibilizar, dialogar e buscar estratégias para superação do silenciamento de meninas, do entendimento da masculinidade tóxica como uma das causas da violência doméstica e da superação de discursos machistas, moralistas e cerceadores; naturalizados em histórias onde a submissão de mulheres é premiada com um “final feliz” não muito bem explicado. Além de buscar a formação de leitores e leitoras, a oficina intenciona a valorização da Literatura como estratégia para empoderamento feminino, combate ao machismo, sexismo e racismo e o desenvolvimento de um olhar descolonizado sobre a infância que permita o semear de novas mentalidades. A oficina parte do conhecimento e ressignificação dos clássicos, passando pela literatura de cordel (com tradição em empoderar a figura feminina) reorganização de histórias e organização de novos finais com protagonismo feminino.

 

A oficina tem como público-alvo interessados na Literatura como ferramenta de emancipação e empoderamento feminino: professoras, feministas, escritoras, contadoras de história, mulheres e homens interessados em ressignificar Contos de Fadas como estratégia contra a colonização do pensamento. São oferecidas apenas 25 vagas.

 

Rosangela Hilário (RO)

Pós -Doutora e Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade São Paulo/FEUSP: Formação de Professores: Máximas Simplificadoras e a Crise na Identidade Docente. Possui Licenciatura em Letras, Graduação em Comunicação Social/Jornalismo/Universidade de Mogi das Cruzes (1989) e Mestrado em Educação (Políticas Públicas). Atualmente é Professora do Departamento de Educação da Universidade Federal de Rondônia. Líder do Grupo de Pesquisa Ativista Audre Lorde, com foco em pesquisas com a temática raça, gênero e classe. Atua principalmente nas áreas temáticas de Alfabetização, Letramento e Literatura, Políticas Públicas de Formação de Professores, Interseccionalidade e Feminismo Negro. Parecerista Ad Hoc da Editora da Universidade Federal de Rondônia, FACIMED/Revista Cientifica, da Revista Educação e Pesquisa da Universidade de São Paulo e da Revista Plural da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade São Paulo.  Membro do Conselho Editorial da Revista Práxis. Atuou como Assistente Técnica Pedagógica da Diretoria de Ensino Sul I da Secretaria de Educação de São Paulo, espaço no qual implantou e coordenou cursos de formação continuada na área de alfabetização, letramento e leitura. Coordenadora Adjunta do Programa Nacional do Livro Didático nos anos de 2018 e 2019. Foi Coordenadora Geral da Equipe Organizadora da Proposta Curricular do Município de Porto Velho. Coordenadora em Rondônia da Pesquisa "Memória das Escolas de Linha em Rondônia: O imaginário,o poético, a história e o real" e curadora da exposição homônima na FEUSP . Idealizadora do Mês de Reflexão "Interseccionaldiade, Educação e Justiça". Idealizadora da Jornada da Juventude Pobre, Preta e Periférica, parceria entre o SESC/RO, Grupo de Pesquisa Audre Lorde, UERJ e UFRRJ. Autora do “Monólogo das Três Vilãs”, peça em ato que coloca para dialogar Rita Baiana do “Cortiço”, Rosa “Escrava Isaura” e Capitu de “Dom Casmurro”, colocando em xeque o conceito de vila a partir da sociedade racista, machista e sexista do século XIX: vilania ou resistência. Atualmente compõe o Mestrado Acadêmico da Universidade Federal de Rondônia. Premiada com Voto de Louvor da Câmara Municipal de `Porto Velho pelo ativismo e produção de estudos sobre interseccionalidade, raça e desenvolvimento social. Foi homenageada pelo Ministério Público de Rondônia com Diploma de Honra ao Mérito pelo ativismo a partir de estudos e pesquisas para combate a homofobia, transfobia e racismo. Debatedora na Semana “Mulheres Negras na Literatura” do Sesc/RO, 2018. Mediadora no pós-espetáculo “Traga-me a cabeça de Lima Duarte”, no Amazônia das Artes, /SESCRO. Mediadora e debatedora no pós- espetáculo “Mulher Arrastada”, Amazônia das Artes/SESCRO e debatedora e oficineira do Seminário da Diversidade Cultural/SESCRO, 2019. Atualmente coordena o Projeto de Pesquisa "O Feminismo e o Feminino na Academia: Memórias, Protagonismos e Resistências". Em processo para assunção a uma cadeira na Academia Rondoniense de Letras. (Março de 2020). 


Sesc Arte da Palavra

O projeto Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras é um circuito atuante em todas as regiões do país que estimula a formação de leitores e a divulgação de novos autores, além de valorizar obras e escritores brasileiros e como novas formas de produção e fruição literária. Com um circuito de autores e outro de apresentações que privilegiam a oralidade, pretende-se que possibilidades de manifestações literárias sejam contempladas. Como ação de complemento formativo, é oferecido também um circuito voltado para a reflexão e criação literária. Em curadoria coletiva, realizada por especialistas do Sesc de todo o país, são selecionados os artistas que participam do projeto. Você pode conferir a programação no site http://www.sesc.com.br/portal/site/ArtedaPalavra/home

 

Sobre o Sesc

O Serviço Social do Comércio (Sesc) é uma entidade privada sem fins lucrativos administrada pela Fecomércio Tocantins, que é ligada a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Por meio do acesso à cultura, educação, saúde, esporte, lazer e assistência, são oferecidos serviços e ações que melhoram a qualidade de vida dos brasileiros através de suas mais de 580 unidades por todo o país.

 

Serviço

Cultura – Sesc em Palmas

Ação: Abertura de inscrições para a oficina “Contos de fadas para crianças do século XXI: “Desprincesar” o gênero e empoderar meninas, com a escritora Rosangela Hilário (RO), pelo projeto Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras

Inscrições: http://bit.ly/oficinarosangelahilario

Valor: Gratuito

Período: Até o dia 25 de outubro ou até o preenchimento das vagas

Vagas: 25

Data da oficina: De 26 a 30 de outubro

Horário: Das 19h às 21h

Local: Plataforma Google Meet (o link será compartilhado com os selecionados 12 horas antes do início da oficina)

Informações: (63) 3212-9948 ou pelo email literatura@sescto.com.br

 

Imagem disponível para download: https://bit.ly/2EHe1Rx  

 

www.sescto.com.br

Twitter: @sescto

Facebook: www.facebook.com/sescto

Instagram: @sesctocantins

Youtube: SESCTO

 

(Texto: Assessoria de Imprensa Sesc - TO)

Serviço: Assessoria de Comunicação do Sesc Tocantins - Fone: (63) 3212-9968.

Coordenador de Comunicação do Sesc - TO: Renato Klein

Licença: Os textos podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte.


Ver todas as notícias